PEDICULOSE


 

Definição

A Pediculose é uma doença parasitária da pele causada por três variedades de piolhos que infestam o homem: suas mordidas pruriginosas são a causa de muitos problemas cutâneos.  Os piolhos mordem a pele para obter sangue, do qual se alimentam. Deixam seus ovos e excrementos sobre a pele, e são transmitidos de pessoa a pessoa. A mordida do piolho causa prurido e irritação no indivíduo infestado. Os piolhos são pequenos (3mm), sem asas, mas dotados de patas que facilitam os movimentos através dos pelos. As fêmeas depositam ovos - as lêndeas - que se fixam na haste dos pelos, onde são dificilmente identificados por se confundirem com a caspa resultante da descamação da pele. A infestação por piolhos pode acontecer a qualquer pessoa, não significando  má higiene, na grande maioria dos casos. 

Incidência

·         É uma doença que tem uma incidência em 90% dos casos em famílias de baixa renda e naquelas que vivem abaixo da linha de pobreza.

·         Em alguns casos, a Pediculose está relacionada a falta de higiene.

Tipos

Existem três tipos de Pediculose:

·         Pediculose do couro cabeludo (Pediculosis capitis).

·         Pediculose do corpo (Pediculosis corporis).

·         Pediculose pubiana (Pediculosis pubis).


 

PEDICULOSE DO COURO CABELUDO

 

Definição

A Pediculose do couro cabeludo é uma infestação do couro cabeludo pelo piolho, Pediculus humanus; variedade capitis.

 

Incidência

·         Encontrado com muita frequência em crianças pequenas, e pessoas que têm cabelos longos.

·         A infestação na maioria dos casos ocorre em família de baixa renda, ou abaixo da linha de pobreza.

·         As epidemias que ocorrem nas escolas em muitos casos são causadas por apenas uma criança infestada, consequentemente transmite a doença para os outros colegas.

 

Transmissão

Pode ser transmitido por contato físico ou por contato com pentes, escovas, chapéus e roupas de cama infestados pelos piolhos.

 

Sinais e sintomas

O indivíduo tem a "sensação de que alguma coisa está andando na cabeça".

Prurido (coceira) na região do couro cabeludo, resultante da mordida do piolho.

 

Tratamento

·         Existe no mercado farmacêutico remédios específicos para combater essa espécie de piolho e suas lêndeas (ovos). O tratamento deve ser iniciado imediatamente, uma vez que a afecção dissemina-se rapidamente pelo corpo

·         Pode-se usar xampu contendo hexacloreto de gama-benzena (Kwell); lava-se o couro cabeludo, deixando o xampu agir por pelo menos 5 minutos; enxaguar bastante; pentear o cabelo com um pente fino, se possível molhado em vinagre, para remover os ovos restantes; desinfetar o pente e as escovas  com o próprio xampu; repetir o mesmo processo 24 horas depois.

·         Todos os membros da família devem ser tratados, porque se isso não ocorrer pode acontecer uma nova reinfestação.

·         Antibióticos sistêmicos e corticosteroide tópico podem ser necessário caso haja complicações.

·         Antipruriginosos para combater o prurido intenso.

 

Obs: Não deve usar  querosene, gasolina nem desinfetantes no couro cabeludo, pois estes podem causar intoxicação, principalmente em crianças pequenas. Essa prática  é muito utilizada em áreas rurais  e em locais em que o nível de renda é abaixo da linha de pobreza.

 

Complicações

A maioria dos infestados pelos piolhos não têm complicações, mas em alguns casos a mordida dos piolhos pode causar alergia,  geralmente causadas pelo ato do coçar, resultando nas seguintes complicações:

·         Prurido intenso.

·         Piodermite (infecção purulenta da pele).

·         Dermatite.

·         Impetigo.

·         Furúnculos.

·         Aumento dos gânglios linfáticos cervicais.


 

PEDICULOSE DO CORPO

 

Definição

A Pediculose do corpo é uma infestação em qualquer área do corpo humano, principalmente as regiões peludas,  pelo piolho Pediculus humanus, variedade corporisEsse tipo de piolho vive principalmente nas costuras das roupas de baixo e de outras roupas, às quais adere. Pode-se ver os piolhos nas costuras das roupas. Movem-se em direção à pele para alimentar-se de sangue e depois retornam às roupas.

 

Incidência

·         Encontrado com muita frequência em crianças pequenas.

·         A infestação na maioria dos casos ocorre em família de baixa renda, ou abaixo da linha de pobreza.

 

Sinais e sintomas

·         A mordida do pilho causa  o aparecimento de minúsculos pontos hemorrágicos característicos.

·         Pode surgir escoriações disseminadas nas costas e nos ombros.

·         Estas escoriações podem produzir lesões secundárias, hiperemia, arranhões lineares paralelos e hiperpigmentação, nos casos persistentes.

·         As áreas mais comprometidas da pele são as que entram em maior contato com as roupas de baixo (pescoço, tronco, coxas).

 

Tratamento

·         Existe no mercado farmacêutico remédios específicos para combater essa espécie de piolho e suas lêndeas (ovos). O tratamento deve ser iniciado imediatamente, uma vez que a afecção dissemina-se rapidamente pelo corpo

·         Depois do banho normal, aplicar creme ou loção de hexacloreto de gama benzeno (Kwell) no tronco e extremidades, não se secar, deixar o medicamento na pele durante 24 horas.

·         Eliminar os parasitos e as lêndeas das roupas, tolhas de banho, roupas de cama e travesseiros; lavar, secar e passar com ferro bem quente.

·         O tratamento deve ser feito em toda a família e seus contatos.

·         Antipruriginoso, pode ser indicado, sob prescrição médica, caso o prurido seja intenso, e o ato de coçar  possa causar lesões graves.

·         Se ocorrer infecção bacteriana secundária e a dermatite, contatar o médico, para que seja prescrita medicação especifica.

 

Obs:  Os piolhos da espécie, Pediculus humanus, variedade corporis, são vetores de algumas doenças:  Riquetsioses, Tifo epidêmico, Febre recorrente e Febre das trincheiras. O organismo causador da doença pode encontrar-se no tubo digestivo do inseto e ser excretado na superfície da pele.

 

Complicações

A maioria dos infestados pelos piolhos não têm complicações, mas em alguns casos a mordida dos piolhos pode causar alergia,  geralmente causadas pelo ato do coçar, resultando nas seguintes complicações:

·         Prurido intenso.

·         Piodermite (infecção purulenta da pele).

·         Dermatite.

·         Impetigo.


 

PEDICULOSE PUBIANA

Definição

A Pediculose pubiana é uma infestação pelo Phthirus pubis (chato), nas áreas do corpo onde têm pelos. É uma doença também conhecida pelo nome de Ftiríase. Os piolhos geralmente se instalam na região pubiana, trata-se de uma dermatose intimamente relacionada com a atividade sexual, embora possa ser diagnosticada em pessoas de qualquer idade, sexo e raça. Outras áreas do corpo também podem ser atingidas como as sobrancelhas e os cílios. 

 

Transmissão

A transmissão se dá principalmente pelo contato sexual, e localiza-se geralmente na região genital.

 

Sinais e sintomas

·         O sintoma principal é o prurido, que varia  de intensidade de pessoa para pessoa. 

·         Pode-se observar uma "poeira" marrom-avermelhada (formada pelos excrementos dos insetos) nas roupas de baixo.

·         Máculas cinza-azuladas (1 a 3 cm de diâmetro) podem ser vistas no tronco, coxas e axilas, em decorrência da ação da saliva dos insetos sobre a bilirrubina, convertendo-a em biliverdina.

·         Os chatos podem infestar os pelos do tórax, da axila, da barba, da região pubiana,  e das pestanas ou sobrancelhas.

 

Tratamento

·         Existem no mercado farmacêutico remédios específicos para combater essa espécie de piolho e suas lêndeas (ovos). O tratamento deve ser iniciado imediatamente, uma vez que a afecção dissemina-se rapidamente pelo corpo

·         Depois do banho normal, aplicar creme ou loção de hexacloreto de gama benzeno (Kwell) nas áreas afetadas, não se secar, deixar o medicamento na pele durante 24 horas. O Kwell não deve ser aplicado nas sobrancelhas, porque pode causar irritação nos olhos.

·         Tratar novamente  depois de 72 horas, nas infestações graves.

·         As lêndeas  das sobrancelhas ou pestanas devem ser removidas manualmente com um cotonete ou uma pinça. Aplicar medicamento tópico, indicado pelo médico, antes de remover as lêndeas.

·         As roupas se possível devem ser lavadas na máquina de lavar.

·         É prudente fazer exames específicos para pesquisar doença venérea concomitante.

·         Antipruriginoso, pode ser indicado, sob prescrição médica, caso o prurido seja intenso, e o ato de coçar  possa causar lesões graves.

·         Se ocorrer infecção bacteriana secundária e a dermatite, contatar o médico, para que seja prescrito medicação especifica.

 

Complicações

A maioria dos infestados pelos piolhos não têm complicações, mas em alguns casos a mordida dos piolhos pode causar alergia,  geralmente causadas pelo ato do coçar, resultando nas seguintes complicações:

·         Prurido intenso, que pode causar lesões cutâneas.

·         Piodermite (infecção purulenta da pele).

·         Dermatite.

·         Impetigo.

 

 


Dúvidas de termos técnicos e expressões, consulte o glossário.