URTICÁRIA


 

Definição

A Urticária é uma reação de hipersensibilidade da pele devido a múltiplas causas, caracterizada pela erupção de pápulas edematosas, localizadas na pele e nas mucosas, acompanhadas de grande coceira e formigamento em grau variável.  A doença é uma consequência de um estado de sensibilidade diante de uma determinada substância específica, por isso costuma ter origem alérgica. A classe de urticária que é mais frequente é a que aparece como consequência de uma alergia alimentícia.

A Urticária permanece por certo período de tempo, variando desde alguns minutos até várias horas antes de desaparecer. Por horas  ou dias, grumos dessas lesões podem vir, ir e retornar episodicamente. Quando essa sequencia continua por tempo indefinido, a condição é denominada Urticária crônica.

 

Incidência

·         Acomete mais as mulheres.

·         Aparece geralmente na segunda ou terceira idade da vida.

 

Classificação

·         Aguda: quando a urticária dura horas ou dias.

·         Crônica: quando permanece durante meses ou anos.

·         Intermitente ou Periódica: quando desaparece  periodicamente.

 

Causas

·         Urticária aguda:  os medicamentos, as infecções, os problemas digestivos e certos alimentos, assim como os contatos com substâncias irritantes, como plantas ou águas-vivas, ou picadas de insetos.

·         Urticária crônica:  os parasitas intestinais, os focos infecciosos, alguns tipos de alimentos, o pólen das plantas, as plumas das aves, a caspa de alguns animais, certas substâncias químicas utilizadas na indústria, o frio, a luz ou as radiações solares. Em alguns casos, se cogita, como causa da Urticária crônica  fatores psicossomáticos (conflitos emocionais).

·         Urticária intermitente: paludismo, a catarros respiratórios, a problemas menstruais.

 

Fatores desencadeantes das crises de urticárias

·         Alimentícios: entre os que mais frequentemente a produzem podemos citar os mariscos, os morangos, chocolate, queijo Roquefort, as linguiças, os ovos, o leite e certos tipos de peixes.

·         Medicamentos:  os que mais causam alergias são: a penicilina, as sulfamidas, os balsâmicos, os barbitúricos, a morfina, a aspirina e outros tipos de analgésicos.

·         Banhos e duchas muito quentes.

·         Banhos de imersão e Hidromassagem..

·         Exercícios vigorosos.

·         Roupa muito apertada.

·         Exposição a temperatura muito baixa ou muito quente.

·         Tensão emocional e stress.

 

Localização

·         A urticária costuma se apresentar imediatamente na pele e nas mucosas que cobrem os orifícios naturais do corpo.

·         Aparelho locomotor produz dores, tumefação articular e inchação.

·         Aparelho respiratório pode causar edema  na glote e faringe, dificuldade de respirar e engolir.

·         Mucosa gástrica pode causar edemas, hemorragias e vômitos.

Obs: Quando ocorrer edema na glote, a pessoa deve ser encaminhada imediatamente para atendimento médico de emergência.

 

Sinais e sintomas

·         Pápulas edematosas ou calombos (nome popular), de forma redonda, oval ou anular.

·         As pápulas são mais quentes que o restante da pele.

·         Prurido no local das lesões, em alguns casos intenso.

 

Obs:  Esses calombos podem ser isolados e escassos; como regra geral, afetam toda a superfície do corpo. Apresentam-se com uma coloração branca se predomina o edema sobre a vasodilatação e avermelhada  no caso contrário.

 

Diagnóstico

·         Anamnese.

·         Exame físico.

·         Exame clínico.

·         Exame dermatológico.

·         Quadro clínico.

·         Exames laboratoriais.

·         Testes  cutâneos de alergia.

 

Tratamento

O tratamento da Urticária depende da causa, que gerou a reação na pele. Depois que se investiga a causa desencadeadora da Urticária, é que se dá inicio ao tratamento propriamente dito.

 

Apoio psicológico: Os pacientes com problemas dermatológicos podem ver e sentir seus problemas, e estes os afetam mais do que a muitos portadores de outras patologias, por isso o apoio psicológico por parte da equipe de enfermagem é fundamental para esses pacientes.

 

 


Dúvidas de termos técnicos e expressões, consulte o Glossário geral.