HALITOSE


Definição

A Halitose não é uma doença. É um sintoma de que o organismo está em desequilíbrio, e este deve ser identificado e tratado. Quase todas as pessoas têm episódios esporádicos de Halitose, principalmente quando passa muitas horas sem se alimentar. Muitas pessoas apresentam a Halitose na sua forma crônica e muitos deles nem desconfiam, pois o odor bucal dificilmente é percebido pela própria pessoa. Como o olfato rapidamente se adapta a cheiros constantes, o indivíduo perde a capacidade de perceber o próprio mau hálito. E geralmente, a maioria das pessoas com as quais o paciente convive se sente constrangida em alertar sobre o fato.

A Halitose é um problema que compromete a qualidade de vida do portador, podendo causar constrangimento social, afetivo e em alguns casos até profissional. Visto como uma doença, o mau hálito é na verdade, um sinal de que algo no organismo está diferente.

Sinonímia

A Halitose também é conhecida cientificamente como "alteração do ar expirado".

Incidência

Causas

Existe uma grande lista de agentes causadores da Halitose, dentre eles pode-se destacar os mais recorrentes:

Secundárias:

Halitose e o estômago

O estômago é apontado erroneamente como o grande causador da Halitose, levando muitos profissionais de saúde a promover tratamentos inadequados, comprometendo a solução do caso. Na verdade, o estômago é responsável em apenas 0,1% dos casos.  Isso acontece devido à presença  de um músculo, o esfíncter cárdia, que age como uma barreira impedindo o retorno do bolo alimentar  e seus odores para a cavidade bucal. Somente nos casos de eructações gástricas (arrotos), refluxo e vômitos haverá um cheiro alterado vindo do estômago e por um período de tempo bem curto.

Halitose e a saliva

A saliva  é um líquido orgânico que cumpre várias tarefas importantes para a saúde bucal: lubrificação das mucosas e dentes, autolimpeza, ação antimicrobiana, degradação e digestão dos alimentos. A baixa produção de saliva (hipossalivação) e a sensação de boca seca (xerostomia) estão diretamente ligadas à Halitose. É por isso que  se tem mau hálito ao acordar, momento em que a boca está seca.

A hipossalivação pode ocorrer pela falta de uma alimentação fibrosa, ingestão insuficiente de líquidos, desidratação ou uso de antidepressivos, antidiuréticos e anti-hipertensivos.

Sinais e sintomas

Diagnóstico

Tratamento

Médico especializado: Otorrinolaringologista, Estomatologista e Cirurgião-dentista.

Objetivo: Identificar as causas e implementar o tratamento.

O tratamento para a Halitose mostra resultados nas primeiras semanas, dependendo da origem do problema.

Prevenção

Alguns cuidados básicos podem ajudar na prevenção da Halitose:


Dúvidas de termos técnicos e expressões, consulte o Glossário geral.