OXI

Introdução

O Oxi é um subproduto da cocaína mais potente que o crack. O Oxi, o crack e a cocaína têm como elemento comum a pasta de base de coca, sendo que o oxi é misturado com substâncias químicas como o querosene, a gasolina, cal virgem ou solvente.  Geralmente a pedra tem pouco mais de uma grama, mais o seu efeito é devastador no organismo do viciado.                                                                            

A produção do Oxi é simples não exigindo muitos equipamentos sofisticados, como também as substâncias misturadas são fáceis de serem adquiridas. O Oxi é muito usado pelos viciados de crack, por causa do preço que é muito mais barato que o crack, podendo ser comprado por até R$3,00 (dois reais) a pedra. O Oxi é considerado uma das drogas mais baratas que existe no mercado de drogas, porque é feito com produtos químicos baratos que podem ser conseguidos  geralmente sem fiscalizaçao e a preços bem mais baratos.

Um dos primeiros sinais de uso da droga é o aparecimento de feridas na boca e gengivas, e depois de pouco tempo os dentes começam a cair.  Os dentes ficam logo amarelados porque a droga libera uma fumaça escura e costuma deixar um resíduo amarronzado. Cerca de 30% dos usuários morrem nos primeiros 12 meses de uso da droga. Isso ocorre devido às substâncias tóxicas que são misturadas com a droga. Atualmente, no Brasil o uso de drogas como o Oxi é considerado um assunto de saúde pública.

Sinonímia

O Oxi também é conhecido pelos seguintes nomes:

Droga da morte.

Incidência

·         O Oxi pode matar o usuário até 20% mais rápido do que o crack.

·         O Oxi é mais viciante porque a fumaça inalada vai do pulmão diretamente para o cérebro em segundos, enquanto a cocaína absorvida em pó pelo nariz tem que passar pelo sangue até chegar ao cérebro.

·         A toxicidade da droga pode diminuir a vida do usuário em cerca de 20%, quando comparado ao crack.

·         O Oxi estimula no usuário o dobro da euforia provocada pela cocaína. O potencial alucinógeno da droga é muito potente.

 

Entrada da cocaína no Brasil

Segundo a Polícia Federal o caminho que o Oxi faz para entrar no Brasil é o mesmo da cocaína. Os principais exportadores da pasta base é a Bolívia e o Peru.  Grande parte da droga tem como entrada a fronteira da Bolívia, já que este  país é o terceiro produtor de cocaína do mundo.

A droga entra por Mato Grosso do Sul e Paraná como pasta base pelos rios e por vôos clandestinos. A partir destes pontos, a droga é distribuída a outros Estados do país através dos traficantes e das bocas de fumo.

 

Diferenças entre o Crack e o Oxi

 

CRACK

OXI

Cheiro não muito intenso

Cheiro muito forte devido ao querosene  e  cal virgem

Fumaça clara

Fumaça escura

*Aparência: a pedra tem um castanho claro

A pedra é mais escura

Para transformar o pó em pedra, se usa bicarbonato de sódio e amoníaco

Para transformar o pó em pedra, se usa querosene e cal virgem

Concentração de cocaína: 40%

Concentração de cocaína: 80%

 

 

*Em relação a aparência da droga:

·         branca: tem mais cal virgem;

·         amarela: tem mais gasolina;

·         roxa: quando existe proporção igual entre a quantidade de gasolina e cal virgem adicionada a mistura.

 

Substâncias adicionadas

O Oxi é feito  da pasta da cocaína, porém é produzido com material bem mais barato. Na mistura para produzir o Oxi, podem ser encontradas as seguintes substâncias:

·         Cal virgem.

·         Gasolina.

·         Querosene.

·         Diesel.

·         Fluido de bateria de automóvel.

·         Cimento.

·         Acetona.

·         Ácido sulfúrico.

·         Amônia.

·         Soda cáustica.

·         Silicato de alumínio.

·         Permanganato de potássio.

 

                                                                             

Obs: A grande variedade dos ingredientes que podem ser acrescentados para a produção da droga amplia os riscos à saúde do usuário e concomitantemente dificulta mais o tratamento.

 

Tempo necessário para os efeitos do Oxi no cérebro

A fumaça do Oxi alcança o cérebro de 5 a 8 segundos, após a primeira tragada.                                                           

 

Como age o Oxi no cérebro

As sensações provocadas pela droga começam quase imediatamente, após a primeira tragada, durando aproximadamente de 10 a 15 minutos. Como o efeito da droga passa muito rápido o viciado necessita fumar mais para se sentir mais os efeitos da droga, por isso que o Oxi é tão perigoso para o viciado.

 

Danos provocados  pelo Oxi no organismo

·         Cérebro: a droga quando entra no organismo, causa aumento da pressão arterial, o que pode causar acidente vascular cerebral (AVC); a longo prazo pode ocorrer a perda da memória e diminuição da capacidade de concentração e raciocínio.

·         Gengivas e dentes: nas primeiras semanas de uso da droga a fumaça corrosiva perfura a gengiva e abre feridas  em toda a boca.

·         Faringe e esôfago: a fumaça do Oxi é altamente corrosiva, provocando úlceras nesses órgãos.

·         Coração: as alterações da frequência cardíaca que a droga causa pode provocar infarto.

·         Pulmão: a fumaça corrosiva e tóxica pode causar efisema pulmonar em até seis meses de uso da droga; causa fibrose pulmonar; depois do uso da droga o viciado fica com a respiração curta.

·         Estômago: pode causar úlceras e perda de apetite (inapetência) no usuário; vômitos e náuseas ocorrem com frequência.

·         Fígado: o excesso de substâncias tóxicas que a droga contém podem causar no viciado insuficiência hepática grave e lesões hepáticas.

 

OBS:  O usuário tem uma grande perda de peso, que pode chegar a dez quilos em um mês.

Os sinais  de alerta

O Oxi é uma droga que vicia e causa dependência muito rapidamente.  Os sinais de alerta mais comuns são as mudanças de comportamento muito rápido que o usuário de Oxi  demonstra com muita mais facilidade do que os usuários de outras drogas. As alterações comportamentais nas crianças e adolescentes na maioria dos viciados são as seguintes:

·         Agressividade sem motivo.

·         Descuido com a higiene do corpo.

·         Desempenho escolar fica comprometido consideravelmente.

·         Irritabilidade crescente.

·         Isolamento.

·         Mentiras: o viciado começa a mentir constantemente devido ao uso da droga e a busca para obter o Oxi.

·         Mudança no modo de se vestir.

·         Mudança de humor.

·         Nervosismo.

·         Pequenos roubos: para obter a droga o viciado começa a praticar pequenos roubos dentro da sua própria casa, geralmente começa furtando objetos, roupas, tênis e pequenos eletrodomésticos para comprar mais Oxi.

·         Perda do apetite ou o comer compulsivo e desmedido: no início o usuário sente muita fome e come muito sem controle, mas com o aumento das doses de Oxi, o viciado começa a ter perda de apetite se alimentando cada vez menos.

·         Troca de amigos: os amigos antigos são substituídos por outros, que na sua grande maioria são também usuários de drogas.

Fase inicial do vício

·         Dores de cabeça

·         Tonturas.

·         Períodos de insônia: com o tempo de vício o usuário troca o dia pela noite.

·         Desmaios.

·         Transpiração excessiva.

·         Palidez.

·         Tremores nas mãos.

·         Falta de apetite (inapetência).

·         Perda considerável de peso.

·         Perda de sensação do cansaço.

·         Pigarro.

·         Diarreias constantes.

·         Dores abdominais fortes.

Fase avançada:

·         Alucinações.

·         Delírios.

·         Convulsões.

·         Desorientação.

·         Emagrecimento acentuado.

·         Alterações na coordenação motora.

·         Alterações graves de comportamento.

·         Tosse crônica e insistente com eliminação de secreção escura (ocorre devido aos resíduos tóxicos do material acrescido à pasta-base da cocaína).

·         Tosse com sangue.

·         Pele passa a ter uma cor amarelada.

·         Expectoração de muco escurecido.

·         O processo de envelhecimento é mais rápido.

·         Dificuldade crescente para concentrar-se.

·         Dificuldade para comunicar-se.

Os efeitos  psíquicos no usuário

Geralmente, esses efeitos imediatos são sentidos logo após o uso do Oxi. Os efeitos podem variar no sentido do tempo da administração, tempo de vício e do tipo de vida que o usuário leva.  

Geralmente, o efeito tem duração em média de 4 minutos. O efeito da droga passa mais rápido, por isso a necessidade do viciado consumir cada vez mais a droga. Esses efeitos imediatos são mais sentidos e detectados em usuários com pouco tempo de vício, principalmente os relacionados ao prazer.  

Efeitos psicológicos:

·         Sensação de aparente bem-estar.

·         Euforia.

·         Desinibição.

·         Agitação psicomotora.

·         Aumento da capacidade física.

·         Aumento da capacidade mental.

·         Indiferença à dor.

·         Indiferença ao cansaço.

·         Nervosismo.

 

Efeitos psiquiátricos:

·         Agitação.

·         Agressividade intensa.

·         Euforia.

·         Manifestações psicóticas graves.

·         Paranóia.

 

A dependência

O uso de drogas freqüentemente conduz a um desejo maior de consumir drogas. Muitas drogas usadas de modo abusivo podem ativar o circuito de recompensa do cérebro. Os efeitos diretos de uma determinada droga no circuito de recompensa produzem sensações de prazer, alteram o desempenho  assim por diante. Os efeitos indiretos de uma droga estão relacionados a determinados ambientes, lugares ou memória. Estes efeitos é que podem dar início a dependência ou reforçar o desejo de consumir drogas. 

 

O dependente de drogas chega a cometer crimes para manter o consumo de drogas, quando não tem dinheiro para sustentar o seu vício. Ele acaba furtando, roubando e até cometendo crimes mais graves, como assassinatos para obter recursos para alimentar seu vício.  O viciado em pouquíssimo tempo torna-se completamente dependente da droga, não medindo esforços para consegui-la.

 

As drogas em geral, desencadeiam inconscientemente, a satisfação de uma forma tão intensa e plena que é difícil de ser abandonada por quem as experimenta com freqüência. Por isso, é tão difícil para alguns usuários largarem a droga e, conseqüentemente, fazem de tudo para obtê-la cada vez mais, não importando de qual maneira a droga vai ser adquirida.  O dependente de Oxi só irá largar o vício se tiver muita força de vontade. Ele deve fazer uma auto-avaliação, e ponderar as perdas que teve na vida com o prazer que sente ao consumir o tóxico e decidir se quer parar. Se o dependente de Oxi  não quiser largar o vício, é quase impossível resgatá-lo do mundo das drogas.

 A síndrome de abstinência

A síndrome de abstinência é um conjunto de sintomas, que o viciado pode vir a  ter, devido à interrupção do vício.  Quando o usuário por qualquer motivo interrompe  o uso de drogas, tanto o seu corpo como o seu cérebro, reagem a essa situação brusca. 

 

Geralmente, a síndrome de abstinência se instala, quando o paciente começa com o tratamento de desintoxicação ou quando o próprio dependente, resolve parar de usar drogas por conta própria. No caso do Oxi, os sintomas da abstinência podem levar às seguintes situações:

·         Ansiedade.

·         Agitação.

·         Agressividade.

·         Desgaste físico.

·         Depressão profunda.

·         Exaustão.

·         Irritabilidade.

·         Necessidade de consumir a droga.

·         Prostração intensa.

·         Raiva.

O tratamento

O tratamento psiquiátrico, psicológico e psicoterápico vai depender muito do grau de dependência da droga, no usuário. Infelizmente, em muitos casos, depende também da condição financeira da família do usuário.

Geralmente, os tratamentos de desintoxicação são demorados e caros, sendo inviáveis financeiramente para uma grande parte das famílias de usuários de drogas.

 O tratamento exige também sessões de psicoterapia e medicamentos específicos, principalmente tranquilizantes e antipsicóticos.

Existem clínicas especializadas e centros sociais que dão apoio e fazem tratamento para o indivíduo viciado em oxi. O acompanhamento psicológico deve ser a longo prazo, após o tratamento.

Clínicas de desintoxicação

As clínicas de internamento e desintoxicação para usuários dependentes de drogas, na sua grande maioria são caras e muitas famílias não têm condições de internar o seu filho ou parente,  para uma desintoxicação.  Os governos estaduais, através das suas Secretarias de Assistência Social oferecem alguns desses serviços gratuitamente. As famílias necessitadas devem entrar em contato com essas instituições. 

Muitos grupos de apoio e organizações não-governamentais oferecem este tipo de serviço gratuitamente ou através de pequenas taxas mensais. As famílias dos usuários  e dependentes de drogas, devem tentar entrar em contato com as mesmas, para que o tratamento de desintoxicação seja iniciado o mais rápido possível.

Prevenção

·         Através de campanhas que alertem a população, sobre os perigos da droga, principalmente direcionada aos adolescentes.

·         Controle mais rígido por parte das autoridades, direcionado à venda dos produtos químicos utilizados na produção da droga.

·         Vigilância mais atuante nas fronteiras do país, por parte das autoridades civis e militares para evitar a entrada da droga no país.

·         Diálogos com as crianças, os adolescentes, jovens e os adultos sobre os perigos da droga para ele, a família e a sociedade.

·         Palestras, seminários e apresentações nas escolas e universidades públicas e privadas sobre os perigos das drogas.

Atenção

As primeiras doses de qualquer droga, geralmente são  oferecidas de graça ou com o intuito de que você deve experimentar antes, para depois dizer, se foi bom ou ruim. Muitos argumentam que só uma dose ou um comprimido, não vai viciar e nem trazer nenhum risco, só  "prazeres".  O fornecimento da primeira dose  ou pílula, quase sempre é através de pessoas conhecidas ou que você considera amigos. Tome muito cuidado com aqueles que chamam de "amigos", e que oferecem drogas pra você experimentar, eles podem levá-lo para um lugar que mais tarde vai ser difícil de deixar: O Mundo das Drogas.


Dúvidas de termos técnicos consulte o glossário específico de Doenças Neurológicas ou o Glossário geral.